Já se encontram abertas as inscrições para o Cinedita

Download PDF

Pretende tornar Arganil “um local de referência ao nível da cultura cinematográfica” e o primeiro passo já foi dado, com a primeira edição que decorreu o ano passado e que contou com elevada afluência, quer em termos de participações quer em termos de público na gala final. Referimo-nos ao Cinedita – Festival de curtas de Arganil, organizado pelo Agrupamento de Escolas de Arganil em parceria com a Associação Juvenil CUME, com o apoio da Câmara Municipal de Arganil e comércio local, constituindo-se como um evento cinematográfico, concretizado num concurso de vídeo. “A ideia partiu de um conversa informal entre os professores de multimédia e a CUME e percebemos que era importante criar aqui uma área cinematográfica nova, que se traduziu no Cinedita”, explicou ao RCA Anabela Soares, bastante satisfeita com o impacto da 1.ª edição  “Não pareceu uma 1.ª edição, quer pelo volume de trabalhos recebidos, pois recebemos trabalhos de Norte a Sul do país, quer pelo público que tivemos na gala final”, confessou a directora do Agrupamento de Escolas de Arganil. Esta edição, que irá culminar com a realização de uma gala, a decorrer no dia 5 de Maio, na Cerâmica Arganilense, onde serão avaliadas por um júri as curtas recebidas, apresenta este ano duas novidades. “Efectuámos um casting para escolher os apresentadores para a gala, que serão os alunos Tânia Lopes e Marco Alves e criámos o Dia Cinedita, integrado no Pano Nacional do Cinema”, revelou a dirigente, “criando dessa forma mais oportunidade para a partilha de conhecimentos, aquisição de aprendizagens e divulgação do Festival”, sustentou. Afirmando-se como o “único festival nacional de âmbito exclusivamente académico, onde podem concorrer curtas-metragens realizadas por alunos do ensino secundário e universitário de Norte, Sul, ilhas e resto do mundo”, aceita participações individuais ou em grupo, com um máximo de cinco elementos, podendo os interessados concorrer em três categorias, nomeadamente, ficção, documentário e animação. No final, o júri, do qual foram revelados somente dois elementos, Cristina Janicas, formadora do Plano Nacional de Cinema e António Valente, dirigente da Academia de Cinema, irá escolher a melhor curta em cada categoria, que receberá cada uma um prémio no valor de 150 euros e a melhor curta-metragem que receberá o maior prémio, 400 euros. As inscrições encontram-se abertas até ao final do corrente mês, podendo os 9interessados enviar toda a documentação para o seguinte e-mail: cinedita@esarganil.pt. Á semelhança do ano transacto, a gala final, onde serão apresentadas e avaliadas as curtas, após uma pré-selecção, “terá um tema subjacente, motivado por um realizador, que irá influenciar a cenografia do espectáculo e os figurinos”, sugerindo a organização que os interessados em marcar presença no espectáculo levantem o seu bilhete antecipadamente.