Semana da Saúde no Agrupamento de Escolas de Arganil

Download PDF

A Semana da Saúde promovida pelo AE Arganil, começou sexta feira na Biblioteca Alberto Martins de Carvalho em Coja, com uma palestra subordinada ao tema, “Viver sem Adições”, mais propriamente sobre o alcoolismo em parceria com o CLDS.  Na sessão foram apresentados por Lara Lameira os dados relativos ao questionário aplicado no ano lectivo transacto aos alunos do Agrupamento e respectivos pais/EE, no decurso do projecto “Viver sem Adições” proposto pela equipa do CLDS. O estudo revelou comportamentos semelhantes no tocante entre os alunos e respectivos EE, tendo o início da ingestão de bebidas alcoólicas parecer iniciar mais cedo do que os respectivos EE. Entre vários dados apresentados, o estudo revelou  que 74% dos EE pensa que os jovens começam a consumir substâncias psicoactivas com os amigos para não se sentirem à parte e que a escola detém um papel fundamental na educação dos alunos para o não consumo das drogas.  A seguir interveio um especialista na área, Raúl Melo, do SICAD-Serviço de Intervenção nos comportamentos Aditivos e nas dependências  que alertou para a dependência dos meios tecnológicos/mais propriamente jogos, e referiu que actualmente 79% das crianças com 3 anos passam em média 3 horas com equipamentos/jogos, segundo o especialista, correspondendo às horas da refeição. Referiu ainda que actualmente o açúcar e o sal são substâncias que estão incluídas no rol das substâncias denominadas psicoactivas e que Portugal tem indicadores bastante razoáveis no tocante aos consumos destas substâncias, contribuindo para isso o bom trabalho que este organismo  está a ter junto da faixa etária escolar. A coordenadora  do Projecto  de Educação para a Saúde, (PES) e docente, Carla Rodrigues,  encerrou a sessão, convidando os presentes a participarem nas sessões dos dias 22 e 25 que terão lugar na escola-sede do AE, no polivalente da Escola Secundária de Arganil.  De acordo com Anabela Soares, directora do Agrupamento de Escolas de Arganil, “não podíamos ter começado melhor, para além da presença de ilustres interlocutores, tivemos a casa cheia, dando razão a esta semana, demonstrando assim que estas temáticas dizem respeito a todos, comunidade escolar e comunidade educativa em geral”.