Vereadores socialistas preocupados com ordens de trabalho das reuniões de Câmara

Download PDF

Os vereadores socialistas da Câmara Municipal de Arganil manifestaram na última reunião de câmara preocupação com os assuntos trazidos a este órgão autárquico pelo executivo camarário de maioria social-democrata. Sublinhando que este órgão “deve ser valorizado e tendo visto que as ultimas ordens de trabalho têm assuntos meramente administrativos”, Miguel Ventura adiantou que “gostava que fossem incluídos outros assuntos que as vezes passam á margem destas reuniões”, acrescentando que enquanto oposição faz questão de “ter uma atitude construtiva e pró-activa, de forma a ajudar a construir um concelho melhor”. 

O vereador socialista acrescentou ainda que gostava de “debater aqui qual a estratégia que se pretende para o concelho, no sentido de debater as prioridades para o aproveitamento dos fundos comunitários do próximo quadro”. O também presidente da ADIBER, frisou ainda que “sabemos que há um plano estratégico da Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra, (CIM) para o qual demos o nosso contributo, mas não temos qualquer informação para o evoluir desse plano”. Revendo-se na intervenção do colega de bancada, João Pedro Pimentel, reforçou que “habitualmente as reuniões de câmara têm ordens de trabalho limitadas, com assuntos administrativos”, congratulando-se porem “pelo conjunto de informações que o Senhor presidente nos trouxe hoje aqui e que reputamos de muito importantes”. Entretanto Ricardo Pereira Alves, deu a conhecer alguns dos investimentos que se encontram a decorrer ou que irão arrancar em breve no concelho, começando por se referir aos investimentos de regeneração urbana que têm vindo a executar em Arganil. “Depois de concluído o processo de requalificação do Largo do Pelourinho estão neste momento em curso as obras de requalificação do Paço Grande, com a criação de condições favoráveis para a realização da nossa feira semanal”, começou por recordar o presidente do município de Arganil referindo-se também ao parque de estacionamento que está a ser remodelado nessa zona, com capacidade para noventa viaturas. De referir também a “construção de duas salas de ensaio, na casa das colectividades, uma obra que se encontra quase no fim”, estando também em curso “a estabilização de um muro em Torrozelas”, estando quase concluídas as ETAR´s de Folques, Sail, Sarnadela e Rochel. A rua das Lavegadas, situada na vila de Arganil também será objecto de pavimentação e em Coja será construído um centro de BTT, e a criação de 154, 4 Kms de percurso BTT em quatro percursos diferentes. Depois de enumerar também algumas intervenções rodoviárias, Pereira Alves, anunciou que no próximo domingo irá proceder á entrega aos Bombeiros Voluntários de Coja, dos equipamentos de protecção individual que foram objecto de uma candidatura por parte da CIM, assumindo a autarquia o pagamento de uma parte da contrapartida nacional. Para os Bombeiros de Coja foi também aprovado por unanimidade a atribuição de um subsídio no valor de dez mil euros para a aquisição de desfibrilhadores. Em seguida e manifestando “total desacordo com a ideia de que estas reuniões de câmara não são suficientemente valorizadas”, Ricardo Pereira Alves lembrou as obras atrás referenciadas, sublinhando que dessa forma, “fica demonstrado a importância e valor que atribuímos a estas reuniões de Camara”. Posteriormente e dirigindo-se a Miguel Ventura o edil recordou que “no primeiro trimestre do ano passado tivemos ocasião de apresentar aqui aquelas que eram as propostas de intervenção no âmbito do Portugal 2020, que mais faziam sentido, pedindo contributo ao PS, tendo sido enviados á CIM os investimentos prioritários para o concelho”. Entretanto, adiantou o presidente da Câmara Municipal de Arganil, “depois da aprovação do acordo de parcerias entre Portugal e a Comissão Europeia, que define os objectivos temáticos para o país e as prioridades de investimento, já foram aprovadas em Dezembro todos os programas operacionais”.