RCA uma rádio de proximidade

Download PDF

Foto radioTerminado o primeiro ano de um mandato de dois anos, a Assembleia Geral da Rádio Clube de Arganil, (RCA) aprovou por unanimidade o relatório e contas referentes ao ano transacto e ratificou também por unanimidade a entrada de mais cem cooperantes. “Relativamente á área económica, a nossa preocupação foi seguir a política orçamental que vinha sendo implementada nos anos anteriores, continuando o mesmo rigor financeiro que permita zelar pelo presente e pelo futuro desta cooperativa”, sublinhou Abel Fernandes, acrescentando que durante este ano, “não foram realizados grandes investimentos, uma vez que não havia necessidade e os equipamentos existentes são bastante modernos e respondem com grande eficiência quando solicitados”. Congratulando-se pelo “resultado satisfatório que temos”, o presidente da direcção do RCA, revelou que “não existem dívidas á banca, a particulares, ao Estado, a funcionários ou a fornecedores”, o que no seu entender, “atesta o equilíbrio das contas ao longo destes últimos anos”. Ainda assim, assumiu, que “não podemos esquecer que esse equilíbrio só e possível graças á verba angariada pelos nossos sócios/cooperantes e pelos convívios que realizamos, que contribuem para engrossar a rubrica de outros rendimentos e equilibrar as contas anuais, sempre deficitárias no que respeita às receitas de publicidade”. Satisfeito por liderar uma rádio cuja característica fundamental é “a proximidade com as pessoas”, Abel Fernandes, declarou que “temos consciência do papel da nossa rádio junto das populações da nossa região e de quem está longe, pois essas pessoas colmatam um pouco a saudade que sentem dos seus e das suas terras, ouvindo-nos”. “De ano para ano vamos aumentando a nossa audiência, fruto de um trabalho sério e responsável, a que não é alheio o facto de a emissão on-line nos poder projectar até qualquer ponto do país e do estrangeiro, nomeadamente junto da comunidade emigrante”, acrescentou ainda o também empresário Arganilense, sublinhando que “somos a companhia diária de muita gente, muitas delas a viverem na solidão e que têm na nossa voz o ânimo e a motivação necessárias para viverem com mais alegria e ultrapassarem os seus próprio problemas”. O dirigente deixou ainda uma palavra de reconhecimento ao actual vice-presidente da direcção, Jorge Silva agradecendo-lhe “a sua sabedoria, o seu enorme empenho e dedicação” e afirmando que “tudo o que teve de positivo este ano tem a sua mão”. Já o também docente Jorge Silva alertou para o 30º aniversário do RCA que terá lugar no próximo ano, declarando que “temos que contar com todos para assinalarmos os trinta anos da nossa rádio”, adiantando que “queremos preparar um programa com muita dignidade para a nossa rádio e para o nosso concelho”. 

Categoria: Notícias

Comentários fechados.