Rancho Infantil da Casa do Povo de Arganil reúne actuais e antigos elementos

Download PDF

Uma comissão, constituída por oito elementos, promove amanha um convívio de antigos fundadores e componentes do Rancho Infantil da Casa do Povo de Arganil. Trata-se da terceira edição desta iniciativa, que pela primeira vez, irá também reunir os elementos que actualmente constituem o referido grupo folclórico. Do programa consta pelas 10h:00 um encontro no cemitério de Arganil, com o propósito de homenagear os membros falecidos, prosseguindo às 11h:30 com a celebração de uma missa na Igreja da Misericórdia, pelas 13h:00 terá lugar um almoço, havendo animação durante a tarde com a actuação do Rancho e com a presença de um acordeonista e de um grupo de concertinas de Vilarinho, Lousa. “Pretendemos reviver amigos que estão longe, pois, vêm sempre pessoas de Coimbra e Lisboa”, referiu Carlos Neves, adiantando que como abriram o convívio aos actuais elementos do grupo, este ano conta, com cerca de uma centena de pessoas. “E podiam vir mais, mas como nesse dia há um casamento de amigos do grupo, já vão faltar pelo menos doze pessoas”, adiantou o rosto da comissão, confessando que, “não é fácil organizar um convívio como este, pois nem todos podem na mesma data e é muito complicado encontrar uma data que reúna consenso”. O antigo componente do Rancho Infantil da Casa do Povo de Arganil, que integrou o grupo quando tinha apenas dez anos, reforça a importância desta iniciativa, uma vez que, como frisou, “é uma forma de revivermos os velhos tempos e de revermos antigas amizades que já não vemos á algum tempo”. João Rodrigues, actual presidente da direcção do grupo, cargo que mantém á oito anos consecutivos, também se mostrou satisfeito com a realização deste convívio. “Pela primeira vez pediram-nos que também participássemos e nós ficámos muito contentes, vamos estar todos juntos, antigos e actuais componentes e dirigentes e julgo que iremos ter um dia muito agradável”, vaticinou o dirigente. Em termos de iniciativas e projectos, o dirigente adianta que no dia 22 de Julho do corrente ano irão ter o seu habitual Festival de Folclore, que contará com a participação de um rancho Espanhol, assinalando nesse dia o seu 60º aniversário, com a realização de uma cerimónia no final da tarde. Entretanto, o grande “sonho” passa pela gravação do 1º CD, uma vez que o grupo só dispõe de uma cassete, prevendo-se que o consiga ainda no decorrer deste ano. “Temos solicitado alguns apoios a determinadas entidades e julgo que seremos atendidos, de forma a ainda podermos ter o nosso CD este ano”, avançou bastante satisfeito João Rodrigues.18222169_1587717091241469_6493723175635942913_n