Proibido sair e entrar na Área Metropolitana de Lisboa ao fim-de-semana

Download PDF

A circulação entre os concelhos inseridos nesta área não está proibida porque o principal objectivo do Governo passa por impedir os contágios fora desta zona.

O elevado número de casos de covid-19 na zona da capital levou o Governo a decidir aplicar uma medida extraordinária na Área Metropolitana de Lisboa (AML), proibindo a circulação quer para dentro da AML quer para fora, durante todo o fim-de-semana. A medida tem início às 15h desta sexta-feira (18 de Junho) e termina às 6h de segunda-feira (21 de Junho). O anúncio foi feito pela ministra do Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva, nesta quinta-feira, após reunião do Conselho de Ministros.

As restrições de circulação aplicam-se apenas à circulação de e para a Área Metropolitana de Lisboa: a circulação entre os concelhos na AML continua a ser permitida. A circulação entre os concelhos inseridos nesta área não está proibida porque o principal objectivo do Governo passa por impedir os contágios fora desta área, justificou a ministra. “É muito mais uma medida de protecção do resto do país, para não estender o fenómeno em Lisboa para outras regiões, do que uma medida de contenção da pandemia na AML”, explicou.

Quanto às deslocações para férias, a ministra reforça que as restrições só se aplicam durante o fim-de-semana. “Não é uma cerca sanitária. É uma restrição de fim-de-semana”, diz.

O Governo informou ainda que vai haver um “reforço de fiscalização às deslocações e aos eventos que possam ser realizados”, diz a governante. Uma vez que Lisboa já ultrapassou os 240 casos por 100 mil habitantes (mas apenas uma vez), o executivo decidiu manter a generalidade das regras aplicadas aos restantes concelhos e só decidirá recuar ou manter o confinamento na próxima semana.