Pedro Pereira Alves é o novo presidente da Direcção dos Bombeiros Voluntários de Arganil

Download PDF

Pedro Pereira Alves, que nos corpos sociais anteriores ocupava o cargo de presidente da Assembleia Geral da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Arganil, foi agora eleito, com 49 votos a favor e 10 brancos, presidente da direcção daquela corporação de bombeiros. O causídico Arganilense tem como vice-presidentes, António Nogueira e Manuel Fernandes, como secretários Elisabete Oliveira e José Soares e como tesoureiro Jorge Figueiredo. Já como presidente da Assembleia Geral foi eleito António Carvalhais, que tem como vice-presidente Carla Leandro e como secretária, Áurea Vila Nova, enquanto que o Conselho Fiscal passou a ser presidido por Bruno Cartas, que tem como vice-presidente, Filipa Gomes e como secretário, José Augusto Gama. A tomada de posse está marcada para a próxima terça-feira, dia 20 de Junho, pelas 21h00. DSC_9386Satisfeito com o numero de presenças na referida Assembleia, o presidente da Assembleia Geral cessante, começou por recordar que, no dia 3 de Junho, “não foi apresentada qualquer lista concorrente”, explicando que “perante esta situação de vazio, o presidente da Assembleia Geral reuniu com o vice-presidente e o secretário para se encontrar uma solução para o problema que não podia arrastar-se por mais tempo, sob pena dos interesses da Associação poderem ser lesados com esta crise social e directiva”. Assim sendo, prosseguiu, “decidimos marcar eleições para completar os membros em falta na Direcção, já que quatro dos seus componentes não tinham renunciado ao mandato, e no Conselho Fiscal”, sublinhando que a “maior dificuldade foi encontrar o presidente de direcção, já que dos quatro não renunciantes nenhum estava disponível para assumir tal cargo”. Como tal, e “no superior interesse da Associação”, e “com sacrifício” da sua vida pessoal e profissional, o advogado decidiu assumir o cargo. Até porque, sustentou, “tínhamos que criar condições para que o comando e o corpo activo de bombeiros possam desempenhar, cabalmente, as suas funções”. Dando ainda a conhecer que a maioria dos novos elementos que integram os órgãos sociais “foram inscritos como associados, a pedido dos mesmos”, Pereira Alves, confessou que “tenho uma esperança imensa nestas mulheres e homens que, sem a mais pequena hesitação, aceitaram integrar a lista”.