Nuno Espinal reeleito provedor da Misericórdia de Vila Cova de Alva

Download PDF

As obras de ampliação do Centro de Dia da Santa Casa da Misericórdia de Vila Cova do Alva, que irão começar já no inicio de Fevereiro, foramnuno-espinal-fotografia o principal motivo que levou Nuno Espinal a recandidatar-se á presidência daquela instituição, á qual preside á dezasseis anos consecutivos. Eleito por unanimidade para o quadriénio 2017/2020, Nuno Espinal explicou ao RCA que “as obras geraram compromissos materiais e morais para com o Fundo Rainha Dª Leonor, através do qual fomos subsidiados em cerca de 130 mil euros” e “há requisitos a cumprir e sendo eu, como provedor, o principal responsável por esse cumprimento, seria incorrecto da minha parte outorgar essa responsabilidade a outro”. Assim sendo este primeiro ano de mandato será ocupado com as referidas obras, sendo necessário posteriormente “garantir a sustentabilidade financeira da Santa Casa”, e, quando estiver garantida, haverá necessidade de adquirir duas novas viaturas de transporte de utentes, uma delas adaptada a utentes condicionados a cadeiras de rodas.No que concerne á sua equipa, o provedor assegura que os Vilacovenses “podem esperar o mesmo que conhecem de anteriores equipas, isto é, trabalho, dedicação, rigor, seriedade e resultados”, esclarecendo que a lista eleita sofreu algumas alterações relativamente ao mandato anterior. “As principais alterações verificaram-se na Mesa Administrativa, com a entrada de gente jovem que, nos próximos quatro anos, ganhará a experiência e o saber necessários, a fim de dar continuidade a uma gestão equilibrada e que garanta os melhores serviços para os utentes”, revelou Nuno Espinal. Assim sendo, entraram para a Mesa Administrativa Andreia Paiva, Margarida Fernandes, Dora Santos e Bruno Santos, mantendo-se neste órgão, para além do provedor, Margarida Figueiredo, António Santos e Alfredo Antunes. Já na Assembleia Geral, Oliveira Alves continua a ser o presidente e Cláudia Lourenço a 1ª secretária, tendo entrado Fernando Santos como 2º secretário. No Conselho Fiscal, o presidente é José Manuel Santos, que tem como vogais Manuel das Neves Ribeiro e Alberto de Jesus Leal, e como suplentes António Gabriel de Almeida e Armindo Costa.