Lions Clube de Arganil homenageou o seu primeiro presidente Alberto Ferreira

Download PDF

lions-umAproveitando a comemoração do seu 45.º aniversário, o Lions Clube de Arganil homenageou o seu primeiro presidente e fundador, Alberto António da Cunha Ferreira. O antigo dirigente junta-se agora á galeria dos “ilustres”, dos Lions, com o descerramento de um quadro pintado pelo também fundador, José Dias Coimbra, que passou a figurar na sede daquela instituição. Foi precisamente, na sede, onde nasceu, que o Lions Clube de Arganil quis prestigiar e enaltecer o “trabalho notável” que o fundador fez, juntamente com a sua esposa, Olga de Freitas Ferreira, “a favor dos mais carenciados da comunidade”, como reconheceu o actual presidente, António Pereira Alves, acrescentando que, “a nossa terra também deve muito a este casal pelo que fizeram no lançamento do ensino oficial em Arganil”. Dirigindo-se ao provedor da Misericórdia de Arganil, o dirigente, agradeceu- lhe a oferta. “Companheiro Coimbra, a direcção a que tenho a honra de presidir, está muito grata pelo trabalho que podemos contemplar, que é de sua autoria”, confessou, depois depois de recordar a história de 45 anos do Lions Clube de Arganil e de destacar a acção do homenageado e de outros fundadores, como João Castanheira Nunes, Manuel Castanheira, Ramiro Jorge e António Simões. “Amigo Dr. Alberto, coube-me a honra de o pintar para fazer esta homenagem”, referiu por seu lado, José Dias Coimbra, revelando “que cada traço que fazia, fazia com carinho” e, “quando pintado, via as caras bonitas dos filhos, dos netos, que aqui vieram testemunhar a sua gratidão” ao pai, ao avô, “que foi uma referência em Arganil e na região”. Confessando o “prazer que teve ao pintá-lo” e a intenção de retratar “um homem bom”, o provedor declarou que, “tudo o que se fez de bom em Arganil nos anos 80 tem a sua marca”, quer no ensino, nos Lions ou nos Bombeiros. Por isso, apelou aos descendentes do homenageado, “a partir de agora, tendes também a obrigação de deixar aqui uma marca”.