Junta de Freguesia de Folques homenageia André Rodrigues

Download PDF

folquesA Junta de Freguesia de Folques prestou homenagem a um dos “filhos da terra”, André Rodrigues, por se ter sagrado Campeão Nacional de Ultra Trail no ano transacto, oferecendo-lhe um quadro com o seu nome e o título obtido. Revelando que a Junta de Freguesia decidiu homenagear o atleta por ser “um jovem da nossa freguesia que leva o nome da freguesia e do concelho por todo o país”, Manuel Ribeiro sublinhou que o ultra trail é “um desporto muito difícil”, acrescentando que o momento serviu também para divulgar esta modalidade e dar a conhecer o atleta. Agradecendo a presença de todos, o presidente da Junta de Freguesia de Folques frisou ainda que “o André para ser campeão nacional tem que sofrer muito”, considerando que “isto é o mínimo que lhe podemos fazer”. Manuel Ribeiro aproveitou ainda a oportunidade para pedir à autarquia que lhes ceda a antiga escola primária de Folques, com o propósito de “acolher quem quiser praticar esta modalidade na freguesia”. O atleta, que nesse mesmo dia ainda ia receber um prémio em Coimbra, por ter sido o atleta do ano, começou por lembrar que, “quando era miúdo, já corria nos corta matos”, dando a conhecer que descobriu o ultra trail no último semestre da faculdade, em que, explicou, “tivemos uma cadeira de escalada e fomos para Espanha onde havia uma prova de trail que me pareceu interessante porque gosto do campo e da montanha”. Entretanto, prosseguiu, “decidi participar numa prova de 20 kms, no Norte, e fiquei em segundo lugar, ganhei o gosto e fiquei completamente viciado”, confessou, frisando que “consegui evoluir rapidamente na modalidade” e, desde então, tem conseguido vencer várias provas. O também treinador de ultra trail confessou ainda que, “por viver aqui é que consigo fazer o que faço”, revelando que um dos seus sonhos “é correr o mundo para conhecer novas zonas”.André Rodrigues, que integra a equipa Dr. Merino/4Moove, regozijou-se por ter conseguido vencer a variante mais longa da 7ª edição do Trail dos Abutres, que decorreu em Miranda do Corvo, em Janeiro, “uma prova pela qual era fascinado mas que nunca tinha conseguido ganhar”, partilhou. Entretanto, o Campeonato do Mundo de Ultra Trail em Itália, a decorrer no dia 10 de Junho, é o seu principal objectivo, adiantando que, “até lá, ainda vou fazer três provas, uma no dia 1 de Abril, no Piódão, que faz parte do Campeonato Nacional, outra daqui a três semanas, em Espanha de 30 kms, e depois tenho outra, no final de Abril, em Espanha, de 70 kms, que será o último teste antes do Mundial”.