Intermarché e Mini preço de Arganil integram “Alimentar+ em Arganil”

Download PDF

Foi assinado ontem de manha no salão nobre dos Paços do Município um protocolo de cooperação “Alimentar + em Arganil” entre seis entidades, nomeadamente, Associação Passo a Passo, município de Arganil, Agrupamento de Escolas de Arganil, Centro de Saúde de Arganil, Intermarche e Mini-Preço. Note-se que este protocolo diz respeito ao projecto “Alimentar + em Arganil”, iniciado pela Associação passo a Passo em Outubro de 2014, que apresentava como principal objectivo, “a prevenção do desperdício alimentar nas cantinas escolares, contribuindo para a minimização da carência alimentar das famílias do concelho”. Assim, procedeu-se ao reaproveitamento das refeições não consumidas nas cantinas escolares da EB 1 de Arganil e posteriormente de São Martinho da Cortiça, que foram redistribuídas por crianças que s encontram inseridas em agregados familiares vulneráveis”. Entretanto e devido “aos bons resultados dessa acção em Novembro do ano passado projecto Alimentar+em Arganil passou a ser desenvolvido pelo CLDS” e já no corrente ano foi alargado á EB 1 e Coja, tendo sido distribuídas até ao momento 316 refeições. Com a assinatura do referido protocolo e como explicou Márcia João em representação da Associação Passo a Passo o projecto “pretende também reaproveitar o excedente alimentar das superfícies comerciais, apoiando mais famílias carenciadas do concelho de Arganil”, apoio este realizado através da parceria estabelecida com a Loja Social. Nesse sentido o protocolo estabeleceu, alem das parcerias já existentes, parceriaalimentar-doisalimentar-um com duas novas entidades, os supermercados intermarché e Mini Preço em Arganil. “Estas duas superfícies comerciais serão as entidades doadoras de produtos alimentares que se encontrarão em boas condições de consumo”, assegurou a assistente social da Passo a Passo. Recordando que este projecto tem por base o Pacto de Milão sobre Politica de Alimentação Urbana que o município de Arganil subscreveu, e que pretende “combater o desperdício alimentar”, Ricardo Pereira Alves sublinhou que esse compromisso “não é apenas da autarquia mas de todo o concelho”, ressalvando que embora o projecto decorra desde 2014, “hoje é um momento importante”, uma vez que, sustentou, “há um reforço com a parceria estabelecida com o Intermarché e o Mini-Preço de Arganil, que acrescentam valor a este projecto”. Congratulando-se pelo conjunto de parceiros desta iniciativa, o presidente do município de Arganil frisou que se trata de “um sinal de que trabalhando em conjunto podemos ir mais longe”. “Juntar todas estas entidades á volta de uma preocupação que é o desperdício alimentar e procurar minimizar os problemas das pessoas com menos recursos é algo de verdadeiramente importante”, declarou o edil sublinhando que o projecto pretende ser “discreto mas estando onde é mais preciso, mas não mostra o que não devemos por respeito às famílias com menos recursos”. Pereira Alves declarou ainda que em causa está “um projecto diferenciador e inovador que melhora a qualidade de resposta às famílias com menos recursos”.