“Guerreiros” no combate às chamas homenageados no Cadafaz

Download PDF

Álvaro Martins, Carlos Alves, José António Gomes, Luciano Martins, Paulo Gaspar e Sérgio Martins, foram os “seis guerreiros, qu no dia 20 de Junho, combateram o incêndio no Cadafaz, tendo evitado que as chamas tivessem chegado às habitações. Não querendo deixar passar este gesto em branco, a União Recreativa do Cadafaz, em representação de todos os habitantes, fez questão de homenagear estes homens, reconhecendo o trabalho que desenvolveram nesse dia. A consagração traduziu-se na entrega de uma placa ao grupo, com uma fotografia do Cadafaz e com um agradecimento da população, “pelo esforço e dedicação à aldeia”. Recordando o que se passou nesse dia, Valdemar Nunes, relatou que “a GNR passou pelo Cadafaz pelas 5h30 á avisar que as pessoas poderiam ser evacuadas, o que acabou por acontecer por volta das 10h30”, ainda que, lamentou “cada um teve que arranjar o seu próprio transporte para se ir embora”. “Primeiro foram para a Cabreira e depois foram encaminhadas para a Casa da Cultura de Góis”, acrescentou o presidente da União Recreativa do Cadafaz, frisando que apenas aqueles seis homens “ficaram na aldeia” e “foi assim que conseguiram que as casas não ardessem, senão havia casas que seriam queimadas”. Revelando ainda que “por volta das 12h00, também lá fui e, até ao final da tarde, não apareceram bombeiros, apesar de estar lá um camião cisterna”, o dirigente garantiu que os homenageados “nunca vão ser esquecidos”, uma vez que, sustentou, “se não fossem estes indivíduos, não há dúvida que pelo menos algumas casas teriam sido queimadas”. O regionalista contou ainda que a ideia desta homenagem partiu da própria população, explicando que, “recebemos telefonemas de várias pessoas a dizer que gostavam que fizéssemos qualquer coisa” e, então, adiantou, “decidimos fazer esta homenagem, no âmbito da realização do convívio de Verão”.Homenagem aos seis homens DR