Grupo Motard “Rebenta a Bolha” criado em Pombeiro da Beira

Download PDF

Pombeiro da Beira, no concelho de Arganil já tem um grupo motard. “Rebenta a Bolha”, é o nome do projecto criado pela mão de Mário Carvalho e que foi apresentado recentemente á comunidade num almoço organizado para esse efeito. Segundo o presidente da direcção do grupo, a ideia para a sua constituição começou “por uma brincadeira, íamos participando em vários passeios de motorizadas, e, um dia, no final de um desses passeios, começámos a pensar em criar um grupo”, referiu ao RCA, acrescentando que no inicio “eram mais motorizadas do que motas, mas depois foram aparecendo mais pessoas com motas”. Ainda assim e porque há de facto muita gente na freguesia com motorizadas, este grupo tem a particularidade de englobar quer motos, quer motorizadas, permitindo que, dessa forma, participem quer em concentrações motards, quer em passeios e encontros de motorizadas. Entretanto, faltava arranjar o nome para o grupo, o que no entender daquele dirigente, “ainda nos deu algumas dores de cabeça”. O programa que o humorista César Mourão tem numa rádio nacional veio solucionar o problema, passando então o grupo a ter o nome do referido programa, “Rebenta a Bolha”, reunindo aquela designação, “consenso imediato”. Actualmente com 35 associados, com idades compreendidas entre os 6 e os 70 anos, na maioria do concelho de Arganil, mas também de concelhos limítrofes, a quotização, quinze euros por ano, até agora é a única fonte de receitas do grupo, que futuramente pretende promover determinadas iniciativas para angariar receita para fazer face às suas despesas. “Em breve iremos reunir para delinear passeios, convívios e outros eventos, para angariar verba, mas também para trazer mais pessoas é nossa freguesia e para a dar a conhecer”, acrescentou Maria Carolina Ferreira. Fundado em Novembro de 2017, o grupo só agora foi dado a conhecer, pois como sustentou a presidente da Assembleia Geral, “queríamos primeiro conseguir ter um grupinho de associados, para depois apresentarmos o grupo, pois no inicio éramos só nos, os nove elementos que integramos os corpos sociais”. A dirigente confessou que estavam, “um pouco preocupados, porque íamos dar a conhecer um grupo para o qual as pessoas ainda não estão muito abertas”, partilhando, com visível satisfação, que afinal, “tivemos a presença de 150 pessoas, animação, um tatuador, merchandising relacionado com as motos e tudo correu pelo melhor, a casa estava cheia”. Agora, o próximo passo é conseguirem uma sede para reuniões e para albergar o espólio, que aos poucos vão começando a ter, e para o efeito, estão a aguardar uma resposta da Câmara Municipal de Arganil á qual já solicitaram uma reunião. “Vamos ter uma reunião na autarquia para tentar arranjar um espaço para termos a nossa sede, vamos ver quais serão as hipóteses que nos irão apresentar”, refere Maria Carolina Ferreira, sublinhando ser de facto, “a única coisa que está a faltar”.

29104068_1571223279652158_1757186522269876224_n