Grupo Desportivo e Cultural de São Martinho da Cortiça quer fazer obras se possível ainda este ano

Download PDF

mesa-da-ag-grupo-desportivo-sao-martinho-da-corticaA requalificação da iluminação interior e dos balneários do Pavilhão Gimnodesportivo é um dos projectos do Grupo Desportivo e Cultural de São Martinho da Cortiça para o corrente ano. Porem, frisaram os responsáveis na última Assembleia Geral, durante a qual foram apresentados o relatório e contas de 2016 e o plano de actividades para 2017, no que respeita á requalificação da iluminação interior “ as obras só irão avançar se houver o apoio conjunto da Junta de Freguesia e da Câmara Municipal de Arganil, já que a candidatura foi aprovada a fundos da Federação Portuguesa de Futebol”. No que respeita à requalificação dos balneários, “é também uma carência”, lembraram, explicando que “os dois existentes não são suficientes para a organização de competições, como torneios e finais de competições da Associação de Futebol de Coimbra”. Além disso, a sua beneficiação irá também dar melhores condições “às iniciativas que a Junta de Freguesia e a Projeto Radical organizam em parceria”, como é o caso da Feira de Sopas e Doces e da Feira Franca, eventos com os quais o Grupo Desportivo e Cultural também colabora. Rui Franco, recordou também que a estrada situada ao lado do campo, em direcção ao Carvalhal, irá ser melhorada com um piso e um muro de suporte, “a fim de que o trânsito automóvel possa circular mais à vontade, sem ter de passar por dentro das manifestações, quer desportivas, quer recreativas e culturais, que, ao longo do ano, ali se realizam”. Sublinhando que o Grupo Desportivo de São Martinho da Cortiça é “a terceira maior associação do concelho”, tendo em conta o número de atletas que tem a seu cargo, o presidente da Assembleia Geral afirmou que “a freguesia não seria nada se não fosse o Grupo Desportivo pelo movimento que arrasta e pela publicidade que faz de São Martinho”. “Além do mais, é uma escola que prima pela educação e pela formação desportiva”, acrescentou o também presidente da Junta de Freguesia de São Martinho da Cortiça, recordando que alguns dirigentes do grupo tiveram esta formação, assim como “alguns políticos locais também daqui levaram essa escola”.