Filarmónica Arganilense promoveu Concerto de Natal

Download PDF

A Associação Filarmónica de Arganil promoveu ontem o seu habitual concerto de Natal. O evento teve lugar no salão multiusos da Cerâmica Arganilense, com entrada livre, tendo sido dada a possibilidade a quem o quisesse fazer, de dar um donativo á Banda. “Vamos trabalhar nos mesmos moldes da gala de apresentação do nosso fardamento, ou seja, vão estar alguns directores á entrada com a caixinha dos donativos para quem quiser deixar o seu, e quem não quiser entra na mesma”, explicou antes do concerto Artur Dinis, convicto de que essa ideia seria novamente bem recebida pelos Arganilenses. “As pessoas que gostam de colaborar, colaboram sempre e mesmo quem não gosta acaba por o fazer porque vê os outros a colaborarem”, sustentou o presidente da direcção da Filarmónica. Convicto de que, o concerto “terá muita qualidade”, até porque recordou, “temos quinze dos nossos elementos no Conservatório e naturalmente que eles têm uma técnica de execução diferente de quem não anda”, garantiuunnamed que, “até mesmo os ouvidos mais duros se apercebem disso”. Entretanto, informou o dirigente, “foram aprovados por unanimidade em Assembleia Geral o plano de actividades e orçamento para o próximo ano”, destacando-se a inauguração da Casa das Colectividades em 2017, local onde a Filarmónica, conjuntamente com outras colectividades Arganilenses terá a sua própria sede. Artur Dinis anunciou ainda que o Coro Infantil da Filarmónica, “que tem estado um pouco parado”, “irá ter outra vitalidade a partir de Janeiro”, tendo em conta que passará a ter uma nova maestrina, Áurea Vila Nova, professora de música na escola de musica da Filarmónica, que a convite do dirigente, “aceitou abraçar este projecto”. O concerto de apresentação da nova maestrina já tem data marcada, realizando-se no concerto de Primavera da Banda, agendado para o dia 23 de Abril do próximo ano. “Tenho a certeza de que a nova regente irá desenvolver um excelente trabalho e também é preciso sangue novo nas instituições”, afirma ainda o dirigente.