Fernanda Maria Dias reeleita Mordomo-Mor da Confraria Gastronómica do Bucho de Arganil

Download PDF

“Servir Arganil”, é o principal propósito da única lista que se apresentou a sufrágio e que foi eleita por maioria com trinta e oito votos a favor e quatro brancos para liderar os destinos da Confraria Gastronómica do Bucho de Arganil para o triénio 2015/2017. A encabeçar a lista estava a anterior presidente de direcção, cargo que já ocupa há oito anos consecutivos – Fernanda Maria Dias, uma das fundadoras desta Congregação. 

No final da eleição, a dirigente agradeceu “aos Confrades, o desafio que colocaram neste acto”, garantindo, que “estou cá para trabalhar”. Para o próximo triénio, Fernanda Dias pretende “estreitar parcerias”, sustentando que “urge cada vez mais unir esforços e para isso as instituições têm que trabalhar em conjunto e fazer uma economia de escala”. Alem disso foram também dados a conhecer alguns objectivos estratégicos, como é o caso da realização da semana do Bucho e do Cabrito, em articulação com a Câmara Municipal de Arganil e restaurantes locais; realização de um vídeo, em parceria com o IEFP, sobre a região da Beira – Serra, para ser visionado nos aviões da TAP; impulsionar o licenciamento dos Buchos de Folques, Benfeita, São Martinho da Cortiça, Barril de Alva e de Vilarinho do Alva, entre outros produtos endógenos, manter a presença da Confraria na divulgação Gastronomia do Bucho no seio do movimento confrádico nacional, entre muitos outros. A dirigente agradeceu ainda “a presença de todos e a vossa confiança”, fazendo questão de agradecer também “a um conjunto de pessoas que estiveram na génese da Confraria” e que recordou, “nasceu na Misericórdia de Arganil, no âmbito da medida progride e mais tarde a ADIBER, através do programa leader veio dar-nos um auxílio”. Tratou-se, sublinhou Fernanda Dias, “de uma iniciativa pioneira” vaticinando “que esse pioneirismo e esse amor á terra e inovação continuem”.

Corpos sociais eleitos para o triénio 2015/2017

Grande Banquete (Assembleia Geral)

Juiz da Confraria – João Travassos

Juiz Ajudante – António Pereira Alves

Juiz Relator – Graça Lopes

Direcção:

Mordomo-Mor – Fernanda Maria Dias

1º Mordomo – Luís Filipe Quaresma

2º Mordomo – Alberto Cordeiro

Ecónomos – Conselho Fiscal:

Presidente: Miguel Ventura

Vogais: Amílcar Martins e Carlos Nunes