Feriado Municipal em Góis com entrega de medalhas de ouro, de mérito e de serviço publico

Download PDF

O Feriado Municipal de Góis  teve como ponto alto, esta manha, a distinção de três instituições e três individualidades.DSC_7809DSC_7833Assim, com o mais alto galardão do município, a medalha de ouro, foram agraciados o Município de Oroso, a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Góis e o Góis Moto Clube, enquanto que o professor doutor Carlos Alberto Poiares recebeu a medalha de mérito e dois funcionários da autarquia já aposentados receberam a medalha de serviço publico, nomeadamente, Alberto Pereira e Elisa Santos, viúva do presidente José Girão Vitorino. O momento ficou ainda marcado pela última intervenção de José Carvalho na qualidade de presidente da Assembleia Municipal de Góis, uma vez que o autarca anunciou a renúncia ao cargo na passada quarta feira no final de uma Assembleia Municipal extraordinária afirmando que apenas o ocuparia até ao dia 14 de Agosto, ou seja, até ao dia de hoje, de forma a ainda puder participar na cerimónia do Feriado Municipal. A esse propósito Lurdes Castanheira declarou tratar-se “do Feriado Municipal mais difícil para mim”, uma vez que, sustentou, “é o dia do município, um dia de festa, que devemos celebrar com a dignidade que todos os goienses nos merecem, mas por outro lado vimos sair o presidente da Assembleia Municipal”, confessando que José Carvalho lhe irá “fazer muita falta”. Assim sendo, afirmou, “tenho que estar dividida entre o dia de festa e o momento de reflexão”, anunciando desde logo que, “não deixarei, no momento certo, de propor a maior homenagem e o reconhecimento que ele merece”. Posteriormente e tendo por base a premissa de que a “vida autárquica tem como desígnio primeiro servir um território e as suas populações”, e considerando que “é exactamente isso que nos move”, a presidente da Câmara Municipal de Góis informou que a autarquia tem actualmente, “mais de dois milhões de euros comprometidos para efeitos de investimento publico”, sublinhando porem que “esse valor tem claramente associado candidaturas ao novo Quadro Comunitário, receita municipal e também dois empréstimos bancários destinados á construção do parque municipal e á melhoria da rede viária do concelho”. Por fim deixou a todos uma “mensagem de resistência e resiliência”, considerando que “temos um compromisso com os goienses de trabalho, de realizações e concretizações”, e por isso, afiançou, “temos que fazer o melhor que sabemos e podemos por Góis, estamos á frente de uma instituição que exige estabilidade, dedicação, profissionalismo e rigor”. Lurdes Castanheira deixou ainda um apelo aos trabalhadores da autarquia e comunidade goiense para que “nos ajudem a continuar a construir o processo de desenvolvimento do concelho de Góis”, recordando que “está muita coisa em jogo, as oportunidades para o concelho de Góis no âmbito do Quadro Comunitário de Apoio, que temos que saber aproveitar”.

Categoria: Notícias

Comentários fechados.