Centro Social e Paroquial do Sarzedo inaugurou lavandaria

Download PDF

O Centro Social e Paroquial do Sarzedo comemorou o seu 31º aniversário com a realização de um almoço antecedido pela inauguração da nova lavandaria desta IPSS e o descerramento de uma fotografia da Irmã Sofia Herrera, que conjuntamente com o padre João Duarte da Paz e Guiomar Neves, “foi a sementita deste Centro”.  A nova lavandaria, inaugurada e benzida pelo Bispo de Coimbra,  D. Virgílio Antunes, já era uma necessidade, uma vez que como explicou Antonino Bicho, “a existente começou a ser insuficiente para o movimento diário”, surgindo “assim a ideia de criar um novo edifício” e onde “num futuro mais ou menos longínquo, outras actividades possam ser realizadas”, aventou o vice-presidente da instituição. “O dia de hoje vai ficar na memória de todos nós e na história do Centro”, assegurou o vice-presidente do Centro, congratulando-se também pela “presença do senhor Bispo que muito nos honra e enriquece, que aceitou o convite para presidir à Eucaristia e proceder à bênção do novo equipamento e conviver connosco no almoço do 31.º aniversário da nossa instituição, cujo crescimento sempre se pautou, pelo lema, servir com dedicação, empenho e qualidade”. Antonino Bicho agradeceu ainda os apoios de diversas entidades, nomeadamente, da Câmara Municipal de Arganil, da Junta de Freguesia do Sarzedo, da Segurança Social e da ADIBER, que, no seu entender, “é meio caminho a andado para que a instituição sirva com qualidade”. Mais parco em palavras, o presidente da instituição, cónego Manuel Martins também se regozijou pela realização daquele “encontro festivo”, salientando que a sua “grande projecção só foi possível com vontades fortes” que levaram a “que hoje nos orgulhemos de ter o Centro Social Paroquial do Sarzedo”, onde “a ambição é ainda maior”. Por isso, garantiu, “vamos continuar a sonhar, transformando o antigo Centro Pastoral numa valência que faz falta ao Sarzedo e à região”, não explicando, porém a que resposta social se referia. Já para Rosário Pimentel esta instituição “é uma referência na freguesia e fora das suas fronteiras, ao reger-se por valores que são postos em prática por todos no dia-a-dia, na sua missão em “tornar os outros felizes”. A directora deste Centro, confessou ainda que “temos a graça de viver num espaço humanizado, onde cada um de nós, no âmbito das suas atribuições, somos testemunho vivo da Igreja de Cristo através do amor, afectividade e espírito de serviço que dedicamos àqueles que servimos”. Fernando Simões, presidente da Junta de Freguesia do Sarzedo, enalteceu o trabalho desenvolvido por Antonino Bicho e família, assegurando que o Sarzedo “lhe fica grato por toda a vida” e deixando a certeza de que “estaremos a seu lado”. Também Ricardo Pereira Alves elogiou “o percurso desta instituição”, que segundo o presidente da Câmara Municipal de Arganil “se constitui como uma referência e um exemplo no concelho, no apoio social de grande qualidade que nos orgulha a todos”. Por último D. Virgílio Antunes, depois de destacar “o entusiasmo e a alegria de servir que se vive no Centro Social Paroquial do Sarzedo”, agradeceu “a possibilidade de estar convosco, de partilhar desta alegria e desta esperança marcadas pelo único e exclusivo desejo de melhor servir as pessoas, iguais a nós, mas que dadas as circunstâncias estão em maior debilidade”.DSC05156 (1)