Bombeiros de Coja pretendem remodelar e ampliar a sua sede ainda este ano

Download PDF

bbbbA Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Coja pretende remodelar e ampliar a sua sede/ quartel se possível durante o corrente ano. Com efeito, esse é de facto o principal projecto inscrito no plano de actividades para 2017, aprovado por unanimidade em Assembleia Geral. As obras, referiu na ocasião Jorge Matos Silva, “serão executadas consoante a disponibilidade financeira da Associação”, pelo que, apelou á ajuda quer de associados e amigos, quer de entidades municipais, regionais e até nacionais, uma vez que na remodelação e ampliação serão gastos 143.265,50 euros. A remodelação dirá respeito á transformação de dois espaços localizados junto ao parque de ambulâncias, de forma a ali instalar a engomadoria e a lavandaria, assim como a adaptação dos acessos ao interior, com montagem de plataforma elevatória de ligação entre pisos. Já a ampliação irá consistir na construção de duas novas salas, uma destinada para a higienização e desinfecção de ambulâncias, equipamento e material e a outra para máquinas e equipamentos do sistema de abastecimento de águas. Para o presidente da direcção dos Bombeiros Voluntários de Coja, tratam-se de obras “essenciais e fundamentais”, para além de “estarem de acordo com a legislação aplicável ao sector”. Entretanto e com um orçamento previsional de 653.83,00 para o corrente ano, o dirigente, sublinha que é “imperativo diminuir custos administrativos e operacionais, sem no entanto colocar em causa a operacionalidade dos serviços no socorro á população”. “Temos de por mãos á obra e usar todas as ferramentas ao nosso alcance para concretizar os projectos a que nos propusemos aquando da nossa candidatura”, acrescentou ainda. Consciente porem de que “não será uma tarefa fácil”, Jorge Silva, referiu ainda que “a imprevisibilidade da maior parte das receitas e de algumas despesas exige-nos uma gestão rigorosa e de permanente observação para evitar surpresas desagradáveis que coloquem em causa a estabilidade da Associação”. Na sessão ordinária foi ainda aprovado por unanimidade um voto de louvor de mérito ao Tenente-coronel Albino Tavares, recentemente empossado 2º Comandante Nacional da Autoridade Nacional de Protecção Civil e que serviu o corpo de bombeiros de Coja entre 1888 e 1991.