Associação Juvenil CUME recebeu Secretário de Estado

Download PDF

img_7399João Paulo Rebelo, Secretário de Estado da Juventude e do Desporto, deslocou-se hoje a Arganil para conhecer a associação juvenil CUME, no âmbito de um roteiro de visitas a várias associações juvenis do distrito de Coimbra. Estando a decorrer as obras naquela que será a Casa das Coletividades de Arganil, onde até então esta associação estava sedeada, o representante do governo foi recebido nas instalações provisórias da C.U.M.E., que está a funcionar num espaço do Mercado de Arganil, onde foi apresentada esta associação, bem como as atividades desenvolvidas, por alguns dos seus elementos. Na ocasião, congratulando-se com esta visita, Paula Dinis referiu que a C.U.M.E. é “uma organização cheia de atividades que contribui bastante para o nosso panorama cultural”. Enaltecendo que alguns dos eventos promovidos por esta associação juvenil são “referência no nosso calendário”, a vereadora da cultura e da juventude da Câmara Municipal de Arganil deu como exemplos a participação nas “Noites de Verão”, em que a C.U.M.E. organiza um espetáculo, assim como “os espetáculos de teatro que têm sido de grande qualidade”, sustentou. “É uma associação com um grande dinamismo”, continuou, lembrando que a C.U.M.E. é uma das coletividades que vai ficar sedeada na Casa das Coletividades que “albergará diferentes coletividades, onde todas terão a sua sala de reuniões e uma sala de ensaios”. Já o Secretário de Estado da Juventude e do Desporto, afirmando que o Instituto Português do Desporto e da Juventude (IPDJ) “existe para servir os jovens ligados a estas associações”, deixou um agradecimento às associações distritais porque “sem elas, este roteiro não acontecia”. Revelando que, no decorrer das visitas efetuadas, conheceu “associações juvenis com os mais diversos interesses”, João Paulo Rebelo constatou que nesta associação arganilense há um “especial interesse na área cultural”, confessando que “surpreendi-me com o Cinedita”. Sublinhando que “o associativismo juvenil pode ser determinante na ligação dos jovens às suas terras”, o representante do governo acrescentou que este roteiro é “uma forma humilde de vir reconhecer o trabalho que as associações juvenis fazem e valorizá-lo”. Apelando para que estes jovens estabeleçam uma “aproximação” com o IPDJ, o Secretário de Estado lembrou que “temos programas de apoio para as vossas atividades”, concluindo que “participar no associativismo juvenil é exercer cidadania”.