Assinado auto de consignação em Nelas para ETAR

Download PDF

nelasFoi assinado o auto de consignação que marca o arranque da obra de construção da ETAR III de Nelas e Sistema Interceptor, que vai tratar todo o saneamento da Freguesia de Nelas (incluindo Algeraz e Folhadal) e também as Zonas Industriais de Nelas 1 e do Chão do Pisco num investimento de 4.397.022.00€, projecto co-financiado por Fundos do Portugal 2020 e Fundo de Coesão, financiamento garantido no novo quadro comunitário de apoio (POSEUR – Programa Operacional da Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos). Esta infra-estrutura será construída nos próximos 19 meses, constituindo o maior investimento municipal realizado, pelo menos, desde o 25 de Abril, sendo a empresa “Embeiral, Engenharia e Construção SA” responsável pela construção da ETAR e a empresa “Irmãos Almeida Cabral, Lda.” pela construção do sistema interceptor (rede de esgotos).Além da obra referida, a Câmara Municipal tem já aprovado financiamento para 6 novas ETAR’s nas outras freguesias: Lapa do Lobo (311.916.00€), Vilar Seco (344.924.00€), Casal Sancho (194.347.00€), Santar (194.347.00€), Aguieira/Carvalhal Redondo (464.466.00 €) e a nova ETAR de Moreira (351.935.00 €), sendo o prazo de execução das mesmas de 180 dias, estando neste momento a decorrer os procedimentos de contratação. Ainda em matéria de tratamento de águas residuais, está neste momento em curso a Empreitada de Requalificação de 30 fossas sépticas em pequenas localidades, sendo 19 delas na Freguesia de Senhorim, num investimento de 125,000.00€, no âmbito das compensações pela não construção da Barragem de Girabolhos. Em matéria de água, a Câmara Municipal tem ainda aprovado o financiamento para a realização do Cadastro das Infra-estruturas de saneamento e de águas no valor de 225.000.00 €. Tem também o Município de Nelas a garantia de abertura de um Aviso do POSEUR (PT2020) no valor de investimento de 1,75 milhões de euros, sendo que em tal valor a Autarquia vai candidatar um sistema de abastecimento de água do Concelho, uma nova ETAR na Zona Industrial da Ribeirinha (que servirá Canas de Senhorim Nascente, Vale de Madeiros e aquela Zona Industrial) e ainda a extensão da cobertura da rede de águas residuais e arruamentos onde tal ainda não existe.