Apresentação do Candidato do PS Paulo Teles decorre no auditório da Biblioteca Municipal Miguel Torga

Download PDF

Paulo Teles Marques é o candidato do Partido Socialista à Câmara Municipal de Arganil. A apresentação decorreu esta tarde no auditório da Biblioteca Municipal Miguel Torga em Arganil, com transmissão em directo nas redes sociais e no site oficial da candidatura, tendo contado com a presença de José Luís Carneiro, secretário-geral adjunto do PS. “Temos que apoiar as nossas famílias, temos que garantir que o investimento que fazem na educação dos seus filhos pode continuar e que é fundamental para formar uma Arganil cada vez mais competitiva, cada vez mais atraente, com capacidade para fixar população”, começou por referir. Nesse sentido o líder da candidatura Arganil Todos Contam, afiança, que “estabelecemos desde já o primeiro grande compromisso com as famílias de arganil, o PS proporá, quando for Câmara Municipal, um programa de apoio a todos os estudantes que estejam no ensino superior, subsidiando total ou parcialmente as propinas dos seus filhos consoante a situação económica de cada família”. Além disso, pretende construir na cidade de Coimbra, uma residência estudantil que, permita “albergar todos aqueles que vão para a Universidade, porque essa é uma despesa que as famílias de Arganil têm e que por vezes impede que prossigam os seus estudos por falta de condições económicas”. O Turismo também não foi esquecido, com o candidato socialista a anunciar que se for eleito, pretende construir uma ciclovia que “una toda a orla do rio de Alva, desde Vila Cova de Alva até à Ponte da Mucela”, convicto de que “esse será um contributo decisivo para o aumento exponencial das oportunidades de negócio em arganil e um ponto decisivo na capacidade de atracção de visitantes para o nosso concelho e que o sejam durante o ano inteiro”. “Temos que desenvolver o turismo e as condições naturais em arganil, que reúne todas as condições para ser a rainha de todas as praias fluviais da região”, sustentou, aludindo, no âmbito da cultura, ao Teatro Alves Coelho, encerrado há vinte anos e garantindo que estando no poder, “o PS requalificará o Teatro e dinamizará uma agenda cultural, digna desse nome e da sua história”, propondo, desde logo, a data de 25 de abril de 2024 para a sua inauguração. O candidato apresentou ainda a “equipa que me irá acompanhar, na autarquia”, nomeadamente, Miguel Pinheiro, Cristina Figueiredo, Luís Moura, Tamara Simão, Mário Lopes e Eduarda Simões, tendo como mandatário Mário Vale. Já José Luís Carneiro, secretário-geral adjunto do Partido Socialista, afirmou que o candidato “é um profissional com provas dadas, um técnico altamente qualificado nas políticas do emprego”, e por isso, assegurou, “efectivamente, não há ninguém mais apropriado, conhecendo as necessidades do território em termos de empregabilidade, para garantir a fixação dos mais jovens e das populações deste território, para determinar uma estratégia para atrair e fixar investimento das empresas e para criar condições para modificar a vida democrática deste território”.