Alfredo Baptista reeleito presidente da direcção da Tuna Popular de Arganil

Download PDF

Alfredo Mateus Baptista foi reeleito presidente da direcção da Tuna Popular de Arganil. A única lista que se apresentou a sufrágio, foi eleita por unanimidade, para o biénio 2017/2018, mantendo-se como presidente da Assembleia Geral Luís Quaresma e como presidente do Conselho Fiscal Amílcar Martins. Para este mandato, a direcção apresenta como principal objectivo, adquirir novos fatos para os elementos que compõem a Tuna Popular de Arganil, uma vez que como explicou Alfredo Baptista, “é necessário dar um novo visual á Tuna” e alem do mais, sublinhou, “os fatos actuais estão desgastados”. Para o efeito, anunciou o dirigente, “vamos lançar uma campanha de angariação de fundos”. Anuindo, Luís Quaresma também frisou que “é necessário mudar de imagem”, acrescentando que, “se houver um trabalho de equipa, este desígnio vai correr bem”. Entretanto e aludindo a alguns dos elementos que deixaram de integrar os órgãos sociais, Luís Quaresma destacou por exemplo a tesoureira Carla Garcia, que “vai deixar a direcção e que trabalhou muito por esta associação”, bem como Jorge Abílio, “um bom elemento, com muita qualidade, que ainda tem muito para dar a esta terra e à Tuna”, assegurou. Enaltecendo também o papel desempenhado por Amílcar Martins que “foi sempre um grande amigo” e “é uma referência que nos transmite valores”, o presidente da Assembleia Geral, dirigiu-se aos corpos socais eleitos, referindo que “estas associações são escolas de vida que engrandecem uma terra, a nós próprios e a sociedade”. Na referida Assembleia Geral foi ainda aprovado por unanimidade e aclamação o relatório de gestão e contas relativo ao ano transacto, com Amílcar Martins a reconhecer “o muito trabalho e a dedicação” aí plasmados. Manifestando o seu apreço pelo trabalho realizado pela anterior direcção, bem como pelo maestro Tiago Mateus e pelos tunos, o presidente do Conselho Fiscal vaticinou que “tenham o mesmo êxito neste mandato que agora se inicia”. Também o vice-presidente do Conselho Fiscal, João Travassos verificou que quer os dirigentes, quer os tunos, quer o maestro que pertencem à Tuna Popular de Arganil, ao longo dos seus quase 15 anos de existência, “continuam a desenvolver um trabalho que honra Arganil”, deixando, por isso, “os nossos parabéns”.

al