Agrupamento de Escolas de ARGANIL “AROUND EUROPE”

Download PDF

FOTO1675Na sociedade atual, cada vez mais global e aberta às inovações, o desenvolvimento de projetos europeus, no âmbito do programa ERASMUS+, deve ser uma forte aposta de qualquer instituição.Nesse sentido, o Agrupamento de Escolas de Arganil tem primado, através das diferentes candidaturas a projetos europeus, pelo desenvolvimento e promoção de oportunidades únicas de aprendizagem/formação para os discentes e pessoal docente e não docente, tornando-os mais competitivos, inovadores e proativos. Os projetos concretizados pelo AEA têm permitido quer a mobilidade de alunos, nomeadamente dos cursos profissionalizantes, que têm tido oportunidade de realizar estágio/ formação em contexto de trabalho no estrangeiro, quer do pessoal docente e não docente do Agrupamento, através da participação em cursos de formação de curta duração (de 5 a 15 dias).É neste âmbito que, durante o ano letivo 2016-2017 e sob a égide “Apre(e)nder a partilhar para melhorar”-  KA1 (Ação chave 1), 22 docentes e 2 assistentes operacionais do agrupamento participaram em diversas ações  a fim de dar resposta às constantes inovações tecnológicas, à melhoria da qualidade pedagógica, através de novas práticas pedagógicas, ou seja, ao desenvolvimento de um outro paradigma de ensino. Os resultados destas mobilidades foram apresentados no dia 5 de setembro, numa ação de curta duração, onde foram apresentadas as experiências pessoais, integradas em quatro grandes temas: Qualidade e sistemas de ensino; Experiência Erasmus+ para pessoal não docente; Multiculturalismo/pluralismo europeu: comunicar na Europa para ultrapassar assimetrias e Novas tecnologias ao serviço da educação. Esta ação contou com a presença do secretário de Estado da Educação, João Costa, que também se referiu à sua própria experiência e à importância dos projetos europeus para a internacionalização da Escola. Para o ano letivo 2017-2018, já estão a ser preparadas candidaturas para novos projetos que, certamente, contribuirão para a melhoria das competências dos diferentes elementos do agrupamento, das aprendizagens dos seus discentes e, consequentemente, para melhorar do seu sucesso, não só pessoal, mas também  profissional.