2º Fim de Semana do Bucho de 19 a 21 de Maio

Download PDF

A Assembleia Geral da Confraria Gastronómica do Bucho aprovou por unanimidade o relatório de actividades e contas do ano transacto, tendo a direcção recebido um voto de louvor proposto pelo Confrade Carlos Gomes, que a Mordomo-Mor, Fernanda Dias estendeu a todos os Confrades. “O ano de 2016 foi indubitavelmente, marcado por um acontecimento, relevante e simbólico para a história da Confraria do Bucho de Arganil”, afirmou Fernanda Dias, referindo-se à celebração dos dez anos de existência da Confraria e ao programa definido para a sua comemoração que incluiu a realização do 1º Fim-de-Semana do Bucho, em Arganil. Aliás, esta iniciativa foi tão bem sucedida que já se encontra agendada a 2ª ediçao a decorrer de 19 a 21 de Maio. “Ano após ano, devagarinho, vamos fazendo vêr aos proprietários que ao valorizar este produto, se estão a valorizar também”, referiu na ocasião Miguel Ventura”, reforçando o propósito da iniciativa, “incentivar os restaurantes a terem bucho nas suas ementas”. O presidente do Conselho Fiscal, apenas lamentou o facto de ser “usual culpabilizar a Confraria por não haver bucho nos restaurantes”, considerando que “isso é injusto”, porque, sublinhou, “não somos produtores, cabendo á Confraria incentivar á sua produçãofoto-tres”. “Se não têm bucho a culpa não é nossa”, declarou. Por seu turno e aludindo aos dez anos da Confraria, Fernanda Dias, afirmou que ao longo desta década, esta associação “também dispensou um inestimável tributo à cultura, com diversas iniciativas que marcaram significativamente a sua acção, com a edição de livros ou sessões, evocativas de factos e de personalidades que marcaram a região, tendo firmado várias parcerias que comprovam a sua inserção no tecido social local”, agradecendo a todos os parceiros e a todas as Confrarias que “têm connosco trilhado fraternalmente esta década de existência, deslocando-se algumas de bem longe, para confraternizarem connosco”.A dirigente recordou ainda que na comemoração do X Capitulo foi ainda concedido um donativo ao Núcleo de Arganil da APPACDM, “num singelo mas justo reconhecimento da meritória acção que esta instituição realiza ao nível da integração de pessoas portadoras de deficiência na nossa comunidade local”, evidenciando,também, “a acção filantrópica que esteve sempre associada à Confraria do Bucho de Arganil”.